página 3 de 15

<<< VOLTA                                              PRÓXIMO >>>


1746 - CALMET, Dom Augustin, Traité Sur les Apparitions des Esprits, et Sur les Vampires, Ou les Revenans de Hongrie, de Moravie, &C, Michigam: University of Michigan Library, 2009. Há outras versões disponíveis na internet.
Descreve numerosos casos de vampirismo e suas aparições semelhantes a fantasmas, assim como os cadáveres conservados inesplicavelmente em seus túmulos associados aos mesmos. Esta divulgou casos reais de fenomenos paranormais associados ao vampirismo no Leste Europeu, e foi a obra de não ficção que deu origem às diversas obras ou abordagens artísticas e de ficção de hoje.


______________________________________________________________


1855 - LEVI, Eliphas, Dogma e Ritual da Alta Magia, São Paulo: Madras, 2004.
Eliphas Levi nesta obra extremamente culta, associa o vampirismo à necromancia, pelo menos no sentido de explicar o vampirismo astral. Fala também do vampirismo astral e vital de vampiros ainda encarnados, capazes de vampirizar segundo o autor a mente, as crenças etc, sendo mesmo pessoas que segundo ele já estão mortas sob aparência de vivas.

______________________________________________________________


1860 - LEVI, Eliphas, História da Magia, São Paulo: Pensamento, 2006.
Descreve casos de vampirismo no Leste Europeu, assim como casos de "sono magnético" e catalepsia induzida por yoga na Índia, onde yoguis capazes de entrar em um estado cataléptico auto induzido permanecem meses enterrados vivos e sem ar, e depois voltam às atividades normais sem nenhuma sequela.

______________________________________________________________


1865 - LEVI, Eliphas, A Ciência dos Espíritos, São Paulo: Pensamento, 1993.
Nos fala muito rapida e suscintamente em um parágrafo, do vampirismo post mortem e astral, da absorção de energia vital, da mediunidade evocando vampiros astrais, e a fraqueza vital que advém de tais contatos.

 


<<< VOLTA                                              PRÓXIMO >>>